Artigo publicado em: 09/3/11 7:58 PM


Grupos de RPG perfeitos 1: Firefly

Joss Whedon

Poucas pessoas são tão nerds quanto Joss Whedon. O criador de Buffy a caça-vampiros é um gênio de achar coisas que nós vamos adorar! E, mesmo que você não goste da história da guerreira adolescente, as outras coisas que ele fez (Dollhouse, Angel, Toy Story, Astonishing X-Men) são geniais. Ainda mais agora, que ele será o responsável pelo filme mais esperado de super-heróis: The Avengers.

Bem, mas vamos falar de dois grupos de RPG que ele criou e que são geniais. São boas ideias sobre como criar um grupo que vai dar certo e se completar numa campanha. Isso sem perder as dúvidas e intrigas que podem acontecer nesse tipo de jogo mais complexo.

Vamos visitar a tripulação da espaçonave Serenity no seriado Firefly, e a tripulação do cargueiro Betty em Alien Ressurection. Hoje vamos falar de Firefly, e semana que vem voltamos para ver o último filme da série Alien.

Na próxima semana a tripulação da Betty

Preste atenção que nem sempre o líder precisa ser bonzinho. Pode haver uma consciência por trás das ações do grupo, seja a voz da razão de outro personagem ou uma mão por trás do trono, que são os dois casos!

Firefly
A tripulação de Serenity, uma nave registrada de transporte classe “Firefly”, é uma mistura de piratas espaciais e contrabandistas de faroeste. A série é genial, e apesar de ter sido cancelada no primeiro ano, virou um cult que reúne milhares de pessoas todos os anos em convenções e eventos de exibição. Não se preocupe com spoilers, o primeiro episódio explica quase tudo o que está aqui sobre os personagens.

Malcolm “Mal” Reynolds
O capitão da Serenity é um ex-sargento que lutou do lado dos planetas Independentes na Guerra da Unificação contra a Aliança, uma forma de governo central opressor dos planetas conhecidos num futuro em que a Terra (Earth That Was) foi deixada para trás. Mal é o dono da nave, o líder, e é ele quem recruta novos tripulantes e aceita passageiros. Ele nunca quis ser um contrabandista, e foi levado a isso pelo fim da guerra, e a derrota de seu lado. É muito carismático, extremamente leal com sua tripulação, e sempre está por trás dos planos de ação do grupo.

Zoe Alleyne Washburne
Zoe é o imediato da nave, e amiga de Mal dos tempos em que lutaram pelos independentes, ou “casacos marrons” (“browncoats”). Além disso é casada com o o piloto da nave, Wash. Ela é uma guerreira de verdade, com conhecimento sobre armas, tática e furtividade. Racional acima de tudo, ela apóia Mal de forma incondicional e diz sempre “sim senhor” para ele. Isso causa umas desavenças com Wash, mas eles resolvem tudo.

Hoban “Wash” Washburne
Wash é o piloto da nave e marido de Zoe. Um homem sonhador e bem humorado, que sempre quis viajar pelo espaço e é fascinado pelas estrelas. Ele foi contratado antes de se tornar marido de Zoe, e é óbvio que tem questões mal resolvidas com o capitão e toda essa conversa de “companheiros de guerra”. Ele pilota por instinto, como uma coisa natural para ele, e sempre tem uma manobra especial de última hora na manga. Não sabe nada sobre armas a não ser o lado certo de segurar uma pistola.

Kaywinnit Lee “Kaylee” Frye
Kaylee é a mecânica da nave. Ela mais entende Serenity que é uma mecânica realmente, e pode consertar o motor mesmo quando ele não tem conserto, ou dar mais gás quando parece impossível. Além disso, é uma fofura, e sempre vê o lado positivo das coisas. Ela é tão boazinha que muitas vezes funciona como a consciência não apenas do capitão, mas de todos na nave. Romântica até o fim, ela coloca um elemento de inocência num cenário que de outra forma seria bruto demais.

Jayne Cobb
Jayne é uma espécie de faz-tudo da nave, um mercenário contratado para as ações mais perigosas e que demandam força bruta. Ele é burro como uma porta, teimoso, muito ganancioso, e por vezes chega a ser mal e cruel, mas no fundo essas foram as pessoas que melhor trataram ele na vida. Fica uma porta aberta para ele ser leal e bom com o grupo, entendem? Um especialista em todo tipo de arma, ele carrega um verdadeiro arsenal consigo, e é o melhor numa briga. Apesar de ser um elemento de discórdia, como o Thief que sempre quer roubar em grupos de D&D, ou o Brujah que sempre quer brigar em V:TM, esse tipo de personagem funciona bem num grupo, mas o jogador precisa saber ceder. Quem quer jogar um personagem assim, precisa ver essa série!

Inara Serra
Inara aluga uma das naves auxiliares da Serenity, e viaja com a nave de planeta para planeta oferecendo seus serviços de “Acompanhante”, uma forma evoluída de cortesã do futuro. Na verdade, ter uma Acompanhante na nave dá uma certa legitimidade aos negócios de Mal, e ele consegue chegar a áreas que não chegaria sem ela. Empática e linda, ela consegue ler as pessoas ao primeiro olhar, e seu treinamento inclui técnicas de persuasão e conquista infalíveis. Apesar de não ser um personagem de ação, ela faz parte de muitos planos, e tirou eles de encrencas muitas vezes. Ela é uma espécie de emissário, como um elfo de um reino distante, que sabe se portar e tem etiqueta. Sem ela no grupo, algumas ações seriam impossíveis.

Dr. Simon Tam
Simon é o médico da nave. Um garoto de classe abastada que teve de deixar tudo para fugir com a irmã (veja abaixo). Ele foi um estudante brilhante e é um neurocirurgião, então, costurar buracos de bala na tripulação é moleza para ele. Pouco acostumado à vida nos planetas de fronteira, ele é a voz da civilização e dos bons modos num mundo de bandoleiros.

River Tam
Ela é o personagem mais misterioso, que chegou na nave como contrabando, congelada pelo irmão para escapar das patrulhas da Aliança. Ela era superdotada e foi cobaia em alguns experimentos do governo. Ela é doce quando não está doida, mas tem algo nos experimentos que deu errado, e talvez ela seja psiônica, ou uma máquina programada para matar. Ela acrescenta um elemento inesperado ao grupo, e é uma ótima forma se colocar todos em perigo.

Derrial Book
Book é um pastor do futuro e o único passageiro frequente da nave. Embora não seja da tripulação luta o lado deles sem tentar convertê-los, diretamente. Apesar de parecer um simples pastor, ele entende de armas, conhece criminosos, entende de crimes e contrabando, e tem um tipo de passe para entrar em instalações da Aliança. O típico personagem misterioso e que tem muito a oferecer numa campanha. Gosto de manter esse tipo de personagem em aberto, você não precisa fazer todos os detalhes dele de uma única vez, o mestre vai inserindo isso ao longo da história.

Claro, como tudo na vida, Firefly tem um monte de coisas em RPG, com adaptações para Gurps, D20, Savage World, Dogs in the Vineyard , e um sistema próprio, desenvolvido pela Margaret Weiss Productions, a mesma do Dragon Lance.

 

Sobre ML

M L escreveu 138 posts neste blog.

Gosta de fazer intriga em seus jogos, botar medo nos jogadores, e está sempre à procura do sistema perfeito de RPG.

Comments

  1. Ótimo artigo. Só que precisa melhorar o Português. =]

  2. Sou fã de JW seja nas séries quanto nos quadrinhos.
    Firefly assim como outras series dele são algumas das minhas favoritas, e em grande parte delas tem muita inspiração para campanhas e mais campanhas de jogo.
    Muito boa as dicas e profile dos personagens.
    Vou ficar esperando ansioso a conclusão desse artigo.

    Fico show Marcello!

  3. Esse seriado chegou a passar em algum canal aqui no Brasil?

Deixe uma resposta para Mallien Cancelar resposta