Um Pouco sobre Minis… (Parte I)

Desde que foram lançadas no Brasil o as miniaturas de D&D conquistaram o gosto de grande parte dos RPGistas Brasileiros. Eu já utilizava miniaturas nos meus jogos há bastante tempo, mas por falta de opção eu sempre usava as de papel que eram mais baratas e fáceis de se obter. Eu também possuía algumas daquelas de chumbo que foram proibidas no país devido à sua toxidade.

Mas as as Minis D&D eram diferentes, de material inquebrável e maleável, coloridas e o melhor de tudo: fiéis às características dos elementos do meu jogo predileto.

A parte que mais me agradou foi o fato de as miniaturas obedecerem à escala de tamanho do jogo, assim eu poderia estar enfrentando um gigante no tabuleiro e realmente estar visualizando a diferença de tamanho entre o meu personagem e o gigante em questão.
Mas mesmo gostando tanto assim das miniaturas havia uma questão crucial: O Preço!!!

Cada pack de miniaturas custava em média R$ 70,00 nas lojas especializadas, era muita grana para investir, pelo menos para mim. Quem tem as minis não quer vender e quem vende as oferece a preços nada módicos.

Fora isso ainda existia um outro fator: O D&D Miniatures foi concebido inicialmente com dupla função: Ele deveria servir para ilustrar os jogos do RPG de mesa, acrescentando mais visibilidade nos combates que ocorrem em tabuleiros; mas também era um jogo de miniaturas à parte, do tipo Wargame, que primava pela a estratégia e combates entre exércitos de miniaturas.

Por conta desta última função do jogo e devido à Wizards of The Coast ser uma capitalista filha da mãe (desculpem eu não resisti!!!), as caixas, ou packs, do jogo eram vendidas nos mesmos moldes dos boosters de Magic. As miniaturas vinham de forma aleatória. Isso, aliado aos altos preços que os produtos alcançavam aqui no Brasil depois de sua taxação, fazia com que somente aqueles com disponibilidade financeira maior pudessem ter acesso as minis de D&D.
Acontece que isso mudou há algum tempo, a Wizards foi comprada pela Hasbro, o que deu origem ao D&D 4ª Edição e ao posterior anúncio do cancelamento do jogo D&D Miniatures. A Hasbro anunciou que continuaria produzindo miniaturas, mas de forma mais esporádica; e essas passariam a ser voltadas especificamente para o suporte no jogo de RPG, que aliás, já está indo pra sua 5ª Edição (afffffe!!!).

Bem, depois do anúncio do fim da linha de miniaturas da forma como conhecíamos, foram lançados apenas 2 packs: Beholder – Collector’s Set e Dragon – Collector’s Set.  Se você se interessou, pesquise quanto custa cada um e vai ver a facada… Sem contar que é difícil encontrá-los a venda no Brasil e se for comprar no exterior de duas uma: Ou você arranja um jeito de trazer de fora do Brasil escondido, correndo o risco de ser pego pela receita e pagar um imposto absurdamente inexplicável, ou terá que comprar através de cartão crético e pagar assim mesmo o tal imposto, além de frete, IOF do cartão de crédito,etc..

Resumindo, as minis são lindas, mas custam o preço de sua ALMA… Não dá!

Hoje em dia, quem gosta das minis tem algumas poucas formas de conseguí-las. Uma é garimpar na internet gente que esteja vendendo. Isso até que não é difícil… O problema é que as pessoas estão superfaturando as miniaturas de forma mais descabida que o preço dos imóveis em Brasília.

Uma dica que eu dou: Existe um fórum na internet, o D20 MINIATURAS, de uma galera aqui do Brasil, especializado em venda e troca de miniaturas, onde os vendedores são super honestos… Eu mesmo já comprei diversas vezes, com vários vendedores diferentes e nunca tive problema. Se quiser se aventurar por lá é só entrar, se cadastar e começar a dar uma garimpada nas listas que os vendedores colocam. Você pode conferir a imagem das minis copiando o nome delas e pesquisando no google por imagens.

Aconselho também a procurarem a mesma miniatura em várias listas pois os preços variam muito. E sempre que possível junte vários amigos para comprar pois assim vocês podem dividir o frete.

Há muitas D&D minis sendo vendidas também no Mercado Livre, mas lá geralmente é bem caro.

No falecido Orkut ainda podem ser encontrados também alguns vendedores de minis é só pesquisar. Canabrava, Zontel e Capitão Black são 3 desses vendedores que eu já comprei miniaturas e não tive problema.

Só a nível de curiosidade para aqueles que estão começando no mundo das D&D Miniatures. Foram lançadas 14 coleções, cujas as peças você pode conferir AQUI.

As peças são numeradas na parte de baixo da base e marcadas com o símbolo da coleção, além de possuírem também o marcador de raridade, que pode ser: um bolinha (comun), um losângulo (incomuns) ou uma estrela (rara).

Fara isso temos as minis promocionais. Que foram distribuídas de graça pela Wizards nos D&D Game Day (bons tempos!!) e as maravilhas e caríssimas Icons, que representam os dragões de tamanho Gargantuan (Branco, Azul e Negro) e o Colossal Red Dragon, do tamanho de uma galinha da vida real e a única D&D Mini neste tamanho fabricada…

Quando for comprar não se paute muito pela raridade das peças pois haverá casos em que uma mini comum será muito mais cara que uma rara por conta de sua beleza, ou simplesmente por ser difícil de achar e por que todos querem…

Pra terminar deixo uma boa notícia pra vocês: Sim, nós teremos o Bazar D30 no mês que vem com certeza teremos vendedores de minis lá.  Então se quiser começar a sua coleção não deixe de aparecer e chegue cedo, pois as melhores peças costumam ir embora primeiro.

Quanto aos detalhes sobre o bazar comunicaremos em breve.

Eu fico por aqui, e no próximo artigo falarei pra vocês sobre outras opções de miniaturas para usar em seus jogos.

Rafael Thomaz

 

Sobre Rafael Thomaz

Rafael Thomaz escreveu 18 posts neste blog.

Mestre desde os 10 anos de idade. Jogador quase nunca. RPG no Coração e Tormenta na veia...

Comments

  1. Opaaa, muito foda o artigo e muito boas as dicas de miniaturas… Maior atenção pra esses dragões que você postou *–*
    Enfim, no aguardo pra próxima parte desse artigo, Vlww XD

  2. Ótima iniciativa falar de miniaturas! O pessoal em bsb adora esse vício do mal 🙂

    O Canabrava tem uma coleção fandárdiga; além de dedicado, ele é mto competente pelo q experienciei em 1a mão numa mesa q estamos rolando.

    Rafael, já que vai dedicar a 2a parte do artigo a outras minis, minha sugestão é mencionar aquelas usadas no old dragon. Pelo q vi, a proposta delas é justamente se tornar uma oção acessível aos jogadores em termos de custo. Na Orgutal pude conferir muitas delas – algumas melhores que outras esteticamente – e pelo preço parecem valer a pena, especialmente se vc quer se suprir de ‘capangas’ como esqueletos, kobolds, zumbis, etc.

  3. Cara, dois conselhos:
    a) Muita gente pega minis no ebay. Em termos de grana, normalmente vale mais a pena que comprar de gente aqui no brasil. O pessoal aqui tende a cobrar muito caro, mesmo pelas avulsas e comuns;
    b) Comprar esses kits não aleatórios não vale a pena em lojas daqui. Vale mais a pena mandar pedir (mesmo que pegue imposto depois) ou pedir para algum conhecido pra trazer (as caixas não são grandes e é sempre possível deixar elas pra trás e trazer só as minis).

  4. Algo que não se pode deixar sem mencionar é o fato de que, por serem feitas de resina plástica, as miniaturas são totalmente customizáveis. Já modifiquei muitas miniaturas não só no que diz respeito à pintura mas também à retirada de partes e “transplantes” de mãos, cabeças e afins. Além de você poder deixar a mini com uma aparência mais próxima à do seu personagem, é possível criar miniaturas exclusivas!

    1. Com certeza. Mas acho que a customização de minis é assusto pra um outro post. Quem sabe Eu, Você e o Thiago não fazemos um?

      Inclusive, tenho que te mostrar umas minis “transplantadas” que fiz.

  5. Boa ideia para a segunda (ou terceira parte): customização de miniaturas. Ainda pode ter um quarto artigo, como a criação de minis. O Rafael é mestre nisso e, inclusive, pode mostrar a cobra dele pra galera!! O maior fã é o Thiago Freitas…

  6. Opa não sei como eu parei aqui mais achei muito bom o artigo sobre customização de miniaturas confesso que sou apaixonada por miniaturas e sempre que posso compro e dou de presente pro meus sobrinhos que também adora aqui meus parabéns valeu.

  7. Falar em miniatura é lembrar o meu tempo de infância que meu pai sempre chegava com uma em casa e me presentava eu achava um máximo quando eu colocava na prateleira do meu quarto e ficava admirando aquela miniatura tão perfeitinha que dava alegria ao meu quarto
    e até hoje estas e outras miniaturas estão no meu quarto eu parabenizar o idealizador de falar sobre as miniaturas através desse site o meu abraço.

Leave a Comment