Raklot – Panorama Geral

raklottempAtendendo a uma sugestão feita no post anterior, resolvi dar um panorama geral do que seria o cenário.

Raklot é um mundo de fantasia diferente dos cenários convencionais onde a magia é algo muito presente e os heróis possuem itens mágicos vistosos, dragões atacam cidades e deuses aparecem com frequência.

Raklot é um mundo brutal onde a magia é, quase sempre, sutil demais para ser vista com a mesma frequência de Forgotten Realms e Eberron (cenários conhecidos de D&D), por exemplo.

Mas como seria isso?

Bem, para começo de conversa, o sistema de regras, principalmente no que diz respeito ao combate, é bastante letal. Jogadores que testaram o sistema até agora puderam perceber que a morte do personagem é algo muito mais fácil de acontecer do que em outros sistemas de fantasia. Uma única espadada, quando desferida por um personagem habilidoso (ou mera sorte nos dados) pode quase matar seu herói iniciante. Nas postagens sobre o sistema vocês poderão ver como isso funciona.

Outra coisa importante é a magia. Ela existe em Raklot. No entanto, magos são difíceis de encontrar e itens mágicos não são visivelmente itens mágicos.

Como assim? Bem, espadas não possuem dano elétrico, de fogo e nem qualquer elemento visual. Uma espada mágica poderia ser uma arma que não se quebra ou que corta facilmente outros metais (bônus de dano ou de ataque, nada além disso).

Isso quer dizer que não há itens mágicos em Raklot? Claro que os há. Porém, os itens mais poderosos são extremamente difíceis de encontrar ou fazer.  Um dos itens mais poderosos do jogo é o Elmo de Menehan, capaz de tornar seu usuário quase invulnerável… Mas ele não emite luzes nem é cravejado de pedras preciosas.

Isso quer dizer que criaturas mágicas não existem? Claro que existem! E em abundância! Nas obscuras florestas, cavernas e pântanos de Raklot. Um monstro não atacará uma vila a não ser que possa desaparecer nas sombras da floresta mais próxima. Duendes, fadas e outros seres mágicos se escondem nos lugares ermos e atacam ou enganam os que se aventuram neles. As lendas variam de lugar para lugar e as pessoas comuns temem os lugares desconhecidos. E ainda…há dragões.

Os dragões de Raklot são raríssimos mas existem. São poucos, talvez cinco ou seis e nenhum deles é uma criatura inteligentíssima que guarda tesouros e realiza feitiços ou controla outros monstros. Dragões são enormes répteis (voadores ou não) que cospem fogo e são extremamente difíceis de matar. Eles se escondem em cavernas e lugares de acesso difícil e atacam apenas quando caçam ou são ameaçados por aqueles que querem se tornar heróis.

Sobreviver é o desafio. Se tornar uma lenda também. Guerras irrompem o tempo todo em Raklot e há muito o que se fazer. Os personagens dos jogadores podem ser soldados, senhores, aventureiros e podem querer apenas fama e fortuna ou tentar libertar alguém da opressão.

Como já mencionei, há poucas cidades em Raklot. A maior parte da população vive em aldeias, vilas e acampamentos nômades. Armas e armaduras de boa qualidade são caras, cavalos também. Uma armadura de escamas de metal é algo muito valioso para uma pessoa comum, por exemplo. O campeão de um lorde poderia possuir equipamento caro mas o mesmo não se aplica a um simples caçador.

Títulos de nobreza são respeitados e estandartes são indicativos de poder. Um camponês que desafiar o senhor da região poderá facilmente ser enforcado por seus homens. Um nobre jurado a um rei também, se quebrar seu juramento.

Existem várias raças em Raklot, que explicarei nas próximas postagens. Cada uma com suas características e habilidades especiais. Algumas delas dominam territórios inteiros enquanto outras vagam por Raklot.

Outro detalhe importante. Não há deuses em Raklot. Bem, na verdade há deuses mas estes não estão presentes no dia a dia dos povos como em outros cenários. Os deuses possuem pouquíssimo poder no mundo dos mortais e agem de forma discreta e indireta, por meio de sonhos e visões, por exemplo.

Bem, creio que é um resumo ultra resumido (hehehe) do conceito do cenário. Por favor, perguntem, tirem suas dúvidas. Aguardo comentários.

 

Até a próxima!

 

 

 

Sobre Gene

Eugênio Cavalcante escreveu 33 posts neste blog.

Eugênio "Gene" Cavalcante Mestrando e jogando qualquer coisa desde 1992.

Comments

  1. Você se refere àquele anime? Não. Mal vi um episódio. A ideia é apenas ter um mundo “low magic”

  2. Pingback: #RPGaDAY 2017 – o que rola pelo @D30RPG | D30 RPG

Leave a Comment