Greyhawk


É uma terra mágica com estradas que levam a incontáveis possibilidades. O mais fantástico universo entre os diversos existentes! Essa região situada no mundo de Oerth é um local em que criaturas poderosas contrastam com a humanidade e outras raças, e onde as forças do bem lutam contra o mal, a ordem disputa contra o caos. É uma terra de magia, mistérios e imaginação, além de ser o primeiro grande cenário para histórias de Dungeons & Dragons.

Capítulos da nossa aventura

 

 

Terras de Oerth

Flanaess – É uma vasta porção de terra do continente de Oerik (que por sua vez situa-se no mundo de Oerth). É nessa grande região onde encontramos os diversos reinos por que se passam as aventuras de Greyhawk.


Condado de Urnst – Estado político governado por uma monarquia feudal, dividido entre baronatos. É uma região pacífica e ligada ao bem, onde os humanos são predominantes, seguido de halflings, elfos e anões.

Shield Lands – Uma nação de cavaleiros e guerreiros honrados, seguidores de Heironeous. Formada por 23 domínios livres, o reino foi devastado pela guerra e ainda hoje tem parte do território ocupado pelas forças do deus maligno Iuz. Humanos são predominantes, seguido de halflings, elfos e anões.

Veluna – Reino teocrático regido por duas organizações religiosas, e dividido entre sete Dioceses. É uma região de paz, tranquilidade e razão, onde os humanos são predominantes, seguido de elfos, gnomos e halflings.

Diocese de Kempton – Um dos sete territórios administrativos do reino de Veluna, que é regido pela igreja de Rao, o deus da calma e da paz.

Lorrish – Uma cidade de médio porte do reino de Veluna, e capital da região administrada pela Diocese de Lorrish. Localiza-se numa região de planícies e florestas e possui estradas que ligam às maiores cidades do reino.

Shandalanar – Cidade de pequeno porte do reino de Veluna, localizada em uma região de florestas e costa montanhosa. Fica na região administrada pela Diocese de Kempton.

Torre Murq – Como um abrigo em meio a terras mais ermas da Diocese de Kempton, localizada ao sopé das Montanhas Gilmorack, essa vila formou-se ao redor de uma antiga torre de vigilância erguida durante as Guerras de Greyhawk.

Deuses do Panteão


Heironeous – Senhor da guerra, honra e justiça. É o deus campeão das batalhas pelo bem e o correto. Conhecido também como “O invencível” e “O valoroso guerreiro”.


Pelor – Rei sobre tudo que é vivo. É o deus Sol, da Luz, força e da cura. Um dos mais poderosos e adorados deuses da bondade. Conhecido também como “O Pai Sol” e “O primeiro brilho”.


Rao – Deus da calma e da paz. Representado por um homem negro, de cabelos brancos, é ligado ao Conhecimento e à Ordem. Dedico ao combate do mal, prefere agir por meio de artefatos mágicos.


Saint Cuthbert – Deus da verdade, honestidade e disciplina. Prega a palavra da sensatez, para que todos os seres possam viver em harmonia enquanto praticarem o bem uns com os outros.


Tharizdun – Deus da Escuridão Eterna, Destruição, Decadência e Loucura. A doutrina de Tharizdun consiste em destruir tudo e a todos, eventualmente até a si próprio. E por isso, ele foi aprisionado eras atrás por uma coalizão de divindades com o intuito de evitar a destruição do mundo.


Vecna – Poderoso lich que, através de magia e guerra, forjou um terrível império e ascendeu ao posto de divindade. Apesar disso, foi traído e morto por seu principal aliado. Sua mão e olho esquerdos se transformaram em artefatos poderosíssimos.


Zuggtmoy – (ou Tsuggtmoy) é a Rainha Demônio dos Fungos e conhecida como o “pavor que caiu no 222º plano do Abismo e o moldou à sua vontade”. Apesar disso, não é uma “deusa”, mas uma criatura de extremo poder que controla um dos planos infernais.

 

Povos de Oerth


Humanos – Existem seis linhagens de humanos por essas terras. Por enquanto, preocupem-se as seguintes.

  • Bakluni – Com a pele de coloração dourada e olhos comumente verdes ou cinza esverdeado (tem muitos casos de tons puros cinza e castanhos). A cor de cabelo é sempre escura, mas varia entre preto à marrom escuro.
  • Oeridi – com tom de pele derivados do bronze, geralmente de cabelos loiros, castanhos ou ruivos, com olhos frequentemente castanhos ou cinza. Conhecidos por formar guerreiros ferozes e agressivos.
  • Suelita – São os que possuem a pele mais branca, sendo alguns quase albinos. Os olhos vão do pálido azul ou violeta para um azul intenso. Os cabelos assumem tons vermelhos, amarelos e platinas.


Halfling – Chamados de hobniz por parte das Flanaess, são criaturas com metade do tamanho de um humano. De mãos e pés peludos, é um povo pacífico e nada aventureiro, preferindo viver em comunidades rurais.


Deva – Raça de criaturas angelicais, viajantes do plano de existência celestial. Quando enviados para o plano mortal, são geralmente imbuídos de uma missão benevolente.


Svirfneblin – Linhagem de gnomos que vive nas profundezas da terra, em cidades subterrâneas. Acredita-se que seja uma das poucas raças das profundezas que segue o caminho do bem.

Calendário de Oerth 

O calendário comum ao povos civilizados de Greyhawk é composto por doze meses, divididos em 28 dias cada um. Cada mês possui quatro semanas de sete dias. Esses doze meses são divididos em quatro grupos de três meses, separados por grandes Festivais com uma semana de duração. O ano tem, no total, 364 dias.

Brewfest – É o último Festival do ano, celebrado por toda região central das Flanaess como a chegada do outono. Os governos costumam encorajar a diversão pública que normalmente é regada à bebedeiras pelas ruas, artistas circenses, bardos e aventureiros mostrando seus troféus de caça.

Patchwall – É o 10º mês do ano e vem logo após as comemorações da Brewfest. É o primeiro mês do outono.