O Maravilhoso Mundo do Dungeoncraft

Cansado de ver aqueles seus amigos cheios de peças maneiras de dungeons 3d sem poder gastar um tostão para ter as suas?

Talvez você tenha tentado comprar e aquele artesão phodda que fazia simplesmente parou de produzir ou quem sabe, importar peças seja extremamente caro, tal qual imprimir peças legais com algum replicador, digo, impressora 3d.

Bem, nossos problemas acabaram.

Vou falar aqui tudo (ou uma parte legal) o que você precisa saber para começar a brincar no maravilhoso mundo do “dungeoncraft“. <3

“Mas o que diabos é ‘dungeoncrafti’, Gene?”

Aqui no Brasil, teve gente que aportuguesou usando o verbo craftar…feio. Muito feio. Mas podemos dizer basicamente que é poder construir suas próprias peças para dungeons a partir de sobras, lixo e materiais baratos. Sabe aquele isopor da geladeira nova? Ou aquela chapa de isolamento térmico de drywall? Ou ainda aquelas tampas de garrafas plásticas de suco? Aqueles bonecos velhos de Star Wars? Então…tudo “craftável”.

Eu comecei a me aventurar nesse mundo há pouco mais de um ano. Estava desiludido ao ver as peças de mestres como a Kimeron Miniaturas ou os belíssimos trabalhos da Dwarven Forge sem poder comprá-las quando resolvi procurar canais no youtube de pessoas que fazem seus próprios cenários 3d para seus jogos.

E então, achei centenas.

Claro que o dungeoncrafting ou terrain building não é nenhuma novidade. A galera que joga Warhammer e Warmachine tá careca de saber que dá pra fazer terrenos sensacionais para esses jogos. Porém, eu não imaginava como seria fácil construir coisas para minhas campanhas de D&D.

O primeiro canal que achei, nem mesmo é o mais antigo. Porém, é o mais didático (lembrando que estão todos em inglês e alguns com sotaque…) e mais bacana. Me tornei fã do Black Magic Craft imediatamente ao ver as pilhas de tesouro e outras coisas sensacionais. Daí, a internet abriu-se mostrando grandes nomes como Wylock’s Crafting Vids e o old school The DM’s Craft com o engraçado tiozão dos crafters, DM Scotty. Isso sem falar nos ótimos vídeos da Crafting Muse e outros.

Criar terrenos requer algumas coisinhas: acesso a materiais como tintas (geralmente acrílica) e acessórios, uma mesa de corte (daquelas verdes, com medidas), cortador de isopor manual ou ainda a desejada e sonhada Proxxon (uma mesa de corte de isopor maravilhosa). Mas acima de tudo, você precisa de criatividade e esmero.

Existem, como eu disse, inúmeros vídeos legais na internet sobre o assunto. Mas o principal em seus projetos deve ser a tal da criatividade. Olhar para um brinquedo velho, por exemplo, e pensar “hum…isso daria uma bela estátua em ruínas”, por exemplo.

Muita gente cria suas peças de cenário pensando em aventuras específicas que está mestrando. Outros, como eu, fazem peças que sirvam para qualquer momento. Por exemplo, tenho feito peças modulares de terreno rochoso e gelado para usar de várias maneiras e em várias situações. Assim como pedras, altares, etc (esses últimos chamados de “dungeon dressing”).

Aqui no Brasil são poucos os canais no youtube com artistas nessa área. Mas um cara merece a menção: Paulo Moré. O cara faz coisas sensacionais com material de arquitetura e vende seu trabalho pela internet. São cenários belíssimos e totalmente exclusivos. Vale a pena conhecer a página do cara, a  mmArte (Minimundo Miniaturas Artesanais) no Facebook.

Acima de tudo, criação de cenários em materiais diversos tem que ser uma atividade prazerosa e divertida. Você vai se ver relaxando enquanto constrói tavernas, armadilhas e castelos para suas mesas de jogo.

E no fim, é simplesmente sensacional ver a cara de seus jogadores quando você coloca as peças na hora do combate. Isso sem falar nos elogios quando descobrem que você fez tudo com suas próprias mãos cheias de cortes de estilete.

Espero que curtam os canais que recomendei aqui (sim, vou botar em lista para facilitar) e que em breve possam também “craftar” (argh).

Listinha marota dos melhores (em minha opinião) canais de Dungeoncraft gringos:

Agora deixa voltar ali que tenho 20 peças de dungeon recém pintadas secando…

Sobre Gene

Eugênio Cavalcante escreveu 33 posts neste blog.

Eugênio "Gene" Cavalcante Mestrando e jogando qualquer coisa desde 1992.

Comments

  1. hauhauhau, cortes de estilete foi a melhor, mas é verdade! Sou viciado em crafitar meus cenários, realmente é bem gratificante ver o resultado final. Abraços!

  2. Boa noite. Conhece algum lugar em Brasília que faz boas impressões 3D de miniaturas? Fazem de metal tb?

Leave a Comment