Artigo publicado em: 02/27/12 6:31 PM


Ajuda coletiva para Card Goblins

“GOBLINS DETONAAAA!!!!” – Imagine gritar essa frase no meio de um salão lotado e instantaneamente uma mesa de quatro pessoas se transformar no centro das atenções de um evento? Foi mais ou menos isso que aconteceu quando eu e mais três figuras testamos pela primeira vez o Card Goblins, um jogo de cartas ainda em fase de avaliações, mas que está quase para ser lançado. Quem já jogou Malditos Goblins sabe exatamente o que esperar deste cardgame: gritaria, piadas, sacanagens, loucuras e muita risada!

Playtest do Card Goblins no Encontro D30

O jogo apresenta uma insana disputa entre os controladores de hordas goblin para ver quem é o rei desta raça sem vergonha. Ganha quem conseguir permanecer uma rodada inteira sem que apareça outro jogador para reivindicar o trono de rei. Para isso, os jogadores contam com diversos monstrinhos malucos com habilidades especiais e até alguns goblins mais parecidos com aberrações poderosas. Para se tornar o Rei Goblin é preciso conquistar Tralhas (ou tesouros como acreditam os pequeninos verdes), derrotar oponentes e, de quebra, sacanear todo mundo.

Esse é um jogo rápido, demora menos de 40 minutos, além de ser prático e muito divertido. Um dos pontos mais favoráveis é que as cartas não são colecionáveis, ou seja, para jogar não são necessários suplementos, nem novas cartas que saem a cada seis meses, basta o jogo básico e pronto! Essa é mais uma criação da Coisinha Verde Games, uma galera que vem apresentado materiais muito legais para RPGistas e amantes de jogos em geral. Mas o que estou fazendo aqui se o tal jogo ainda nem foi lançado?

Desde o início desta semana, começou a funcionar uma página de financiamento coletivo para ajudar o Card Goblins a sair do playtest e ir direto para sua mesa em material de qualidade e numa caixinha bacana. Esse método de financiamento é chamado crowdfunding, e é uma modalidade de incentivo à produção de conteúdos relativamente nova (criada de 2005 pra cá). Trata-se da colaboração financeira de várias pessoas para “patrocinar” e participar do projeto que está sendo realizado. Em contrapartida, normalmente são oferecidas recompensas exclusivas para quem ajudou o projeto. E nesse quesito o pessoal da Coisinha Verde preparou muitas coisas legais!

As colaborações são variadas e muitas das recompensas fazem brilhar os olhos dos colecionadores, seja das mais simples como a caixa com livro de regras e os cards até super brindes como uma carta de jogo personalizada (que pode inclusive ser uma versão sua como goblin!!). A meta do pessoal é conseguir R$3 mil em dois meses para a produção do material do jogo, registro, distribuição e divulgação.

Então, vale ou não ajudar essa iniciativa?

Decida-se no site Movere.me

 

Sobre Janary Damacena

Janary Damacena escreveu 131 posts neste blog.

Sempre interessado em narrações fantásticas e de horror, apreciador de boa interpretação e defensor da regra de ouro.

Leave a Comment