Saiba como foi o 58º Encontro D30: Música

É incrível que, mesmo após 10 anos realizando encontros de RPG, a magia que emana desses eventos consegue ser a mesma a cada edição! Depois de toda correria na organização, saber que tudo deu muito certo e ouvir os ótimos comentários da galera que apareceu, são a melhor recompensa de todas. Fazia muito tempo que eu não ficava os dois períodos dando suporte aos mestres e jogadores, e com isso pude ver o quão incrível foi essa edição!

Há tempos nós queríamos fazer um encontro com o tema Música, pois sempre falamos das possibilidades de explorar essa arte na forma de narração, como bem colocou o Larcher “Conte uma canção”. E isso foi tão genial, que houve um grande número de mesas tanto pela manhã, quanto pela tarde.  Normalmente eu reservo um dos períodos para narrar uma aventura, mas dessa vez tivemos tantos mestres empolgados, que preferi os deixar contarem suas próprias canções para galera.

E foi tão legal ver velhos amigos voltando a narrar no Encontro, assim como conhecer tanta gente nova que foi para jogar RPG pela primeira vez ou que recém conheceu esse mundo maravilhoso e foi conferir um evento. E nesse ponto eu destaco o aumento da participação feminina, que se mantém crescendo bastante e nesse Encontro as garotas estavam em praticamente todas as mesas, inclusive narrando!!

Como sempre o Encontro começou com mais jogadores do que mestres, mas tranquilamente todos foram chegando para tomar seus lugares e todo mundo que apareceu conseguiu jogar em alguma das onze mesas que da manhã. E durante a tarde não foi diferente, com treze mesas abertas e mais mestres querendo narrar do que jogadores disponíveis – mesmo com a participação de mais de 100 pessoas! Então alguns mestres simplesmente partiram para jogar.

Também tivemos o orgulho de conseguir abrigar o Dia Nacional da Bandeira do Elefante e da Arara, que teve três mesas muito bacanas! E ainda contamos com a presença da Alinne, que veio de Luziânia jogar com a gente. Ela gravou um podcast maneiro sobre o cenário de RPG por lá!

Então, por tudo isso, nós só temos a agradecer à Fabrícia, que coordena a Biblioteca do Sesc da 504 Sul e é uma grande parceira nossa; às Manas do RPG e ao Green Peanuts Tavern, nossos irmãos e irmãs que sempre estão juntos; aos mestres que prepararam uma história para o Encontro e toparam o desafio do tema; a todos os jogadores que participaram dessas histórias; ao Luiz Cláudio da Orgutal pelo apoio e a todos os amigos que de alguma forma contribuíram para esse momento: Obrigado!

Oficina de Pinturas

E no sábado, nós tivemos uma oficina de pintura de miniaturas, que foi muito maneira! Essa foi a primeira vez que o D30 coordenou uma oficina com inscrição paga, mas o custo se justifica pelos kits de pintura que cada pessoa recebeu como investimento pela aula, uma vez que os monitores não receberam nada para repassar todo o conhecimento dessa arte.

Os monitores foram o DJ Stifa, o Caio Capella e o André Nunes, que junto com o Gene Cavalcante, organizaram a oficina de forma lúdica e divertida! A primeira parte foi uma aula teórica com mais ou menos uma hora de duração e teve bastante participação da galera, e também foi nesse momento que todas as dúvidas foram respondidas.

Depois foi a vez de praticar tudo aprendido com os monitores, e nesse processo cada um dos participantes recebeu um kit com cinco tintas, dois pincéis e uma miniatura para pintar, enquanto os monitores ajudavam com dicas e detalhes. Todos os participantes ficaram muito satisfeitos com o resultado da oficina e nós já estamos pensando em uma segunda parte, então mandem seus feedbacks sobre o que acharam!

Sobre Janary Damacena

Janary Damacena escreveu 130 posts neste blog.

Sempre interessado em narrações fantásticas e de horror, apreciador de boa interpretação e defensor da regra de ouro.

Leave a Comment