Como foi o Encontro D30 de fevereiro, com fotos!

Foi fantástico! Simples assim.

Para vocês terem uma ideia, duas pessoas comemoraram seus aniversários jogando RPG no encontro… e uma foi a Luísa, que tem só 10 anos. Ela jogou Star Wars, e eram padawans no desafio de construir seu sabre de luz.

Tivemos a presença ilustre do Christopher Kastersmidt, criador do RPG de A Bandeira do Elefante e da Arara. Que convidamos para mestrar no evento e adorou a experiência. Nem vamos falar demais dele aqui, que já se tornou um verdadeiro amigo do D30, porque a nossa conversa com o autor rendeu dois posts e um podcast que vamos publicar em breve!

Se não acredita em mim, veja as fotos!

Gente, foi tão incrível que vimos o filho mestrando para o pai, a mãe que foi assistir e acabou jogando numa mesa… e o pai que ficou tão encantado com a atenção do mestre que achou incrível que ninguém cobrasse para fazer aquilo.

Mas RPG é isso, meus caros. Pessoas legais à procura de dividir seu tempo com outras pessoas legais. E é por isso que o Encontro D30 tem dado tão certo. Vimos muitas caras novas, muitas pessoas jogando pela primeira vez, se jogando na interpretação de papéis, e vendo que RPG é mais fácil que andar pra frente!

Também foi um grande reencontro pra nós que organizamos a coisa toda. Com o Sesc, que foi nossa casa por um ano todo, com mestres que estavam desaparecidos, jogadores das antigas. Menção honrosa para Rafael Thomaz, que voltou a mestrar depois de um longo inverno! Mas foi tanta gente que lotamos mais uma vez o espaço. Foram 89 pessoas pela manhã, e incríveis 230 pessoas durante o dia todo.

A diversidade de sistemas é um outro ponto que a cada encontro aumenta, tivemos mesas de Este Corpo Mortal, Kult, Filhos do Eden, A Bandeira do Elefante e da Arara (tivemos duas mesas fora a do autor), D&D, Tormenta, Espadas Afiadas e Feitiços Sinistros, Shadowrun, Star Wars, Savage Worlds, Hora da Aventura, 3:16 Carnificina nas Estrelas, entre tantos outros. Foi um encontro e comemoração pelo Dia Nacional do RPG… épicos!

Fora as mesas que estavam previamente cadastradas, tivemos uma quantidade grande de pessoas que chegaram na hora querendo abrir espaço para mais jogadores aproveitarem o dia. Nesse sentido, tivemos mestres “de primeira viagem em encontros” e um deles, coincidentemente, narrou para um jogador que nunca tinha sentando numa mesa de RPG. E tudo deu certo com todos gostando muito! Mas não pensem que é algo simples dispor de um tempinho para montar uma aventura e compartilhar experiências com outras pessoas – muitas vezes completos desconhecidos sentados juntos para se divertir.

(Aqui cabe uma conversa franca. Claro que jogar com desconhecidos é um desafio, mas acho que a experiência tem sido muito positiva nos encontros. Vamos focar em como melhorar ainda mais. Nesse encontro tivemos uma jogadora que tinha receios e não gostava muito de jogar com desconhecidos, mas sentou em uma mesa sem conhecer ninguém e adorou a partida e o grupo.)

Muitos agradecimentos à Orgutal e ao Luiz Claudio, que não apenas conseguiram o espaço, como também deram um suporte enorme. Ao Sesc pela parceria, com carinho. E ao Ateliê da Memê, Fiction Corporation, Mercado RPG, Black Dog, que levaram produtos nerds para o público ávido do Encontro.

E aqui estão as fotos:

52 Encontro D30

 

Sobre ML

M L escreveu 123 posts neste blog.

Gosta de fazer intriga em seus jogos, botar medo nos jogadores, e está sempre à procura do sistema perfeito de RPG.

Leave a Comment